Um Natal especial…

 

Estamos em Dezembro, mês de Natal. O primeiro Natal que tenho como mãe de carne e osso (vá, no último eu já tinha a cachopa na barriga, mas ao vivo e a cores é bem diferente!!) e, cada vez que penso nisso, sinto um calafrio… Enquanto apenas sonhava em vir a ser mãe, o Natal era uma daquelas épocas em que eu fantasiava em como iria ser, como seria ter um bebé a gatinhar e caminhar em direção à árvore, aos embrulhos. Como seria viver o amor que esta época transpira com um bebé na minha vida. E é muito bom, mágico mesmo. E imagino que, quando chegarem aqueles dois dias, ainda vai saber melhor. Mas verdade, verdadinha é que eu não queria fazer a árvore de Natal (shame on me! Mãe desnaturada) porque achei que ela ia atacar a árvore como se de um gato se tratasse e não me apetecia andar sempre a tirá-la de junto da mesma! E não me enganei! Mal viu as bolas da árvore e as luzes foi a gatinhar imediatamente em direção à dita e toca de puxar as bolas com força!!! Mas pronto, é só um mês e Natal sem árvore e presépio não é a mesma coisa!

Bom, mas como eu estava a dizer, estamos no mês do Natal e, apesar de termos reduzido muito a quantidade de presentes oferecidos, há sempre alguns incontornáveis: ao marido, à mãe, à sogra e sogro, à bebé e aos sobrinhos. Eu até gosto de procurar prendas para a minha família, mas na maioria das vezes não é um prazer andar às compras nesta altura! Muitas pessoas, pouco espaço para circular, filas, roupas amontoadas e remexidas, e outras coisas mais. Assim compro muitas das prendas de Natal no mês de Novembro, ou vou logo na abertura do shopping/lojas e venho embora ao final da 1ª hora. Outra boa opção, e que uso com frequência, não só nesta altura, é comprar online, sendo a La Redoute um exemplo dos sites que uso. Não tenho de sair de casa, e agora que tenho a bebé posso pesquisar coisas depois de a deitar. Deitadinha no meu sofá, navego à procura de ideias e soluções especiais para aqueles que me são mais queridos. Nesta altura já só me faltam 4/5 prendinhas! É bom, mas nos outros anos no dia 1 de Dezembro já tinha tudo comprado! Mais importante que os presentes é, sem dúvida, festejar em família, harmonia e paz (se bem que com tantas crianças lá se vai o sossego!!!). Estou mesmo com curiosidade de saber como ela vai reagir à confusão daquele dia e aos presentes!

O Natal é sempre especial mas este ano brilha de forma diferente!

Isa.
Corrida de Obstáculos

botas
camisola
saia

 

1 Comentário

  1. marisa lopes - 27 Dezembro, 2013

    Boa noite!!
    Adorei o artigo!!
    Também fui mãe pela 2ª vez em junho, da pequena Laura. O mano Afonso já tem 6 anos.
    Identifico-me muito com a sua experiência no que diz respeito às compras na época natalícia.
    A maioria das minhas amigas acha estranho comprar roupa pela net…quando as há que arranjam companheiros!!!
    Graças a LaRedoute, aproveito as promoções constantes para vestir os pequenos.
    Até o meu marido é fã!

    Boas Festas!!!E Feliz 2014 :)

Deixe um comentário