Parabéns Ana!

 

Neste mês de Novembro uma das crónicas que recebemos marcou-nos especialmente. Parabéns à Ana Espírito, que nos mostrou tanto da coleção Mademoiselle R no seu texto!

Gosto da discrição aliada à diferença. Mas como obtê-lo? O destaque consegue-se com detalhes que definem uma peça e marcam um conjunto. Sempre fui apaixonada por eles! Porque me agrada aquele toque especial que define identidade de forma subtil, mas intencional.

Vestido estampado
É por isso que vivo La Redoute, de herança materna, e mergulho nas suas diversas apresentações. Venho à procura do pormenor que não encontro em outro lugar. Pormenores que saltam à vista nas matérias, cores, laços, cortes, floreados, pregas, rendas e bordados. São várias as marcas que a eles dedicam atenção e é bom saber que nenhuma os deixa ao acaso! Mas a colecção Mademoiselle R tem vindo a surpreender pelo cuidado com o detalhe e forma como conjuga influências. Há um conservadorismo moderno muito irreverente e simultaneamente encantador. Oferece ideias para todas as ocasiões. É sob esta mistura arrojada que facilmente se descontrói um modelo mais formal e glamouroso (aqui tão cómodo de se obter para dias especiais), e se romanceia numa página de vida diária. A marca tem o acrescento que procuro e facilmente me deslumbra com os visuais de contos de fada que todas podemos diariamente adoptar.

Afinal, escrever todos os dias de forma diferente e dedicada salta à vista de qualquer um, por mais “menor” que o pormenor seja!

 

Deixe um comentário