Feito em Portugal

 

Antes de tudo quero saudar uma iniciativa como esta, da La Redoute, de dar voz ao cliente e cidadão do mundo.

Estamos em Abril, 40 anos depois da Revolução, em que muito mudou, a Moda está em constante mudança a La Redoute é um veículo dessa constante e inovadora mudança.

O catálogo da La Redoute apareceu na minha vida nos meus tempos de menina, em que eu e a minha irmã convencemos a minha querida progenitora a entrar no mundo La Redoute.

Agora, décadas após o primeiro contacto, as plataformas de visualização são diferentes da forma tradicional, hoje cada vez mais modernizada pela La Redoute e a sua loja online.

Sigo consultando ambas com muita atenção, visto que a minha actividade profissional gira em volta desse mundo fantástico, quem sabe influenciada pelas imagens coloridas do Pret a Porter Francês.

É tal o fascínio pela Moda, que utilizo também a informação e as tendências que a revista e shop-online transmitem, quer como instrumento de trabalho, quer como em pesquisa de novos materiais e produtos ecológicos e, aqui, reconheço com bastante alegria o respeito da marca para com a qualidade dos produtos nacionais.
Por vezes menosprezamos o que produzimos, mas a realidade é que há qualidade e mérito no que em Portugal se produz, e isso é reflectido na forma como apresentam os artigos com um Made in Portugal .

E mesmo que os mercados e os produtores mudem, pelo menos a La Redoute continua a ser uma empresa que reconhece e protege o que há de melhor no mercado textil/calçado Português, essa é uma das qualidades que faz a diferença nos dias de hoje e que continua fidelizar clientes como eu e muitos outros .

A mudança essa é constante, mas há coisas que permanecem iguais e fieis a elas próprias, o que as torna diferentes de todas as demais

Obrigada La Redoute!!

Texto de Marta Lopes | Leitora do Magazine de Tendências

Este texto é de exclusiva responsabilidade do seu autor.

Deixe um comentário